Como estão as taxas de conversão do seu negócio?

Todo negócio tem indicadores de sucesso, normalmente uma ação feita pelo cliente que  indica a sua preferência pelo produto ou serviço naquela situação. Vendas finalizadas são um exemplo de conversão, assim como download de materiais, visualização de vídeos, assinatura para newsletter, etc.

Taxas de conversão são usadas para mostrar a parcela de usuários/público/clientes atingidos que fizeram uma ação predeterminada. Quanto maior a taxa, maior o grau de sucesso de uma campanha, é como comparar quantas vendas você fez a partir do número de pessoas que entraram na sua loja.

– Por que essas métricas são importantes?

Medir a sua taxa de conversão é essencial para avaliar o desempenho das estratégias que você tem implantado para o seu negócio. Uma pesquisa da Experian Hitwise informou que a taxa média de conversão aqui no Brasil é de apenas 1,65%, um valor baixíssimo.

Um negócio com base online permite que esses dados sejam coletados com uma grande periodicidade e sempre atualizados. Assim, é possível saber a aceitação do público sobre suas promoções, produtos, linguagem, tudo.

– Você conhece seu público?

A taxa de conversão é um indicador do grau de conhecimento que você tem a respeito do seu público. Conhecendo as preferências do seu público, você pode gerar ofertas mais interessantes e conteúdo mais assertivos.
Ferramentas de pesquisa são boas alternativas para conversar com o seu público. Ferramentas gratuitas como SurveyMonkey, Typeform ou Google Forms podem auxiliar muito o processo. Evite aqueles formulários intermináveis com perguntas que podem não ter muita relevância no momento, é melhor fazer duas perguntas agora e duas depois do que 20 perguntas na mesma hora.

– As pessoas ainda leem e-mails?

Quando se fala de e-mail marketing, algumas pessoas torcem o nariz para a ferramenta, mas, se bem administrada ela pode trazer benefícios significativos. O importante é manter os pés no chão. Pesquisas atuais mostram que a média de abertura de e-mails promocionais é de 25%, e apenas 2% desse total se converte em vendas. Mensure corretamente suas conversões via canal, assim você poderá saber onde direcionar o seu investimento.

– Usabilidade é importantíssimo

Por que os caixas dos supermercados são bem sinalizados e ficam onde todos possam ver? Tão importante quanto encontrar os seus produtos é saber onde você paga por eles. Já se sentiu perdido em algum site? Sem saber onde você clica para finalizar a sua compra ou para acrescentar mais um produto ao seu carrinho?

Localização dos produtos, tempo de carregamento, layout geral da página, o caminho do cliente da escolha do produto até o checkout, tudo isso é usabilidade. Existem softwares específicos para mostrar onde o cliente abandonou a compra, inclusive o Google Analytics, que é gratuito.

– Conheça seu mercado e estabeleça metas

No início do texto falamos sobre médias de conversão em geral, mas você sabe a média do seu segmento? Você acompanha as métricas do seu negócio? Mantenha um acompanhamento  das suas taxas de conversão ao longo do tempo, se possível, pontue também quais foram as mudanças implantadas em cada ocasião.
Ao estabelecer metas, é preciso ter um pensamento bem fiel à realidade do mercado e do seu negócio, tentar dobrar uma taxa de conversão em meio a um período de baixa no mercado não serve de nada.

Acompanhe de perto as evoluções da sua loja virtual, aproveite a facilidade em conseguir informações atualizadas todo o tempo para tomada de decisões. Pequenos detalhes podem gerar mudanças significativas para o aumento das vendas no seu e-commerce.

Comentários