Mercado de nicho, uma ótima oportunidade para e-commerce

Em 2006, foi lançado o livro A Cauda Longa – Do mercado de massa para o mercado de nicho por Chris Anderson. Lá, ele abordou entre outros assuntos, como a internet proporcionou um ambiente ideal para produtos de baixa demanda ou com um baixo volume de vendas.

Antes do comércio eletrônico, a concentração do público consumidor em uma determinada região era fator primordial para que uma loja se instalasse. Hoje, você pode ter consumidores espalhados por todo o país, as facilidades de acesso e entrega dos produtos viabilizaram isso.

Existem vários exemplos de empresas que começaram pelo mercado de nicho, ganharam notoriedade e hoje figuram entre grandes nomes do mundo dos negócios. O Submarino e a Amazon, por exemplo, começaram suas operações no mercado de livros. O Facebook passou meses como um serviço apenas para universitários de algumas universidades americanas.

No Reino Unido, observando que havia uma lacuna no mercado de venda de bolinhas de gude pela internet, um garoto criou a marbleking.co.uk, que lhe rendeu alguns milhões.

Agora que é certo de que o mercado de nicho é uma opção viável de investimento para e-commerce, o empreendedor deve decidir em tipo de mercado investirá. E não estamos falando apenas sobre “o que é mais lucrativo”. Você também deve se perguntar sobre familiaridade com o segmento, se você está realmente sendo um facilitador para o mesmo, dentre outras coisas. Listamos abaixo alguns pontos de atenção quando se trata de investir no mercado de nicho.

> Existe uma procura sobre o que você pretende vender ou você terá que criá-la?
Pode ser difícil de encontrar, mas os benefícios de estar em um nicho sem concorrentes são grandes.

> Vale a pena se especializar?
Esse nicho pode ser considerado lucrativo? Considere a procura, os processos de produção e logística do seu produto. Faça algumas simulações para verificar se você terá realmente algum lucro.

> Existem concorrentes neste nicho? Como eles estão?
Analisar a concorrência é sempre fundamental. Estude seus concorrentes e veja como eles tentam se destacar no mercado.

> O público do seu nicho é facilmente acessível pela comunicação online? Qual o diferencial que você vai comunicar?
A internet será seu principal meio de comunicação com o público, já que ele provavelmente estará bem fragmentado geograficamente. Portanto, tenha certeza de que eles tem o costume de acessar a internet.

Agora que você já fez esse exercício rápido sobre a viabilidade de um negócio de nicho, enumeramos algumas vantagens em relação aos negócios mais abertos:

> Diferenciação dos outros grandes players:
Seu público vai saber exatamente quem é você e que tipo de produto você vende.

> Economia em termos de plataforma de e-commerce:
Mercados de nicho normalmente tem uma gama de produtos bem inferior ao de outros segmentos, resultando em um volume menor de transações simultâneas e acessos à plataforma. Assim não existe a necessidade do investimento em uma plataforma tão robusta.

> Percepção facilitada da Buying Persona e otimização do Investimento em marketing digital
Na formação do cliente-modelo do seu negócio, você vai conseguir ser muito mais fiel na definição de seus desejos. Além disso, a internet possibilita uma segmentação muito mais precisa do seu público, algo virtualmente impossível na mídia de massa.

> Facilidade de fidelização de clientes
Com um nicho mais restrito, você consegue ser mais atencioso com seus clientes, desenvolver uma conversa mais pessoal. Aliando isso ao baixo número de concorrentes no segmento, você poderá facilmente fidelizar seus clientes.

Se interessou pelo mercado de nicho? Você pode se informar mais sobre as oportunidades do varejo online nesse material do Sebrae sobre os 50 nichos do varejo online no Brasil.

Comentários